AVANTE…

Santana de Parnaiba

                                                              

                                             O Destino! 

É incrível como todo dia acordamos e nós deparamos com diversos acontecimentos extraordinários, são pessoas nascendo, gente morrendo, avião caindo.

Já está se tornando coisa normal aqui ou em qualquer canto desse imenso globo chamado Terra!

Quase todos os acontecimentos sempre são derivados de atos feitos por pessoas:

– E quando paro e reflito! me vem um grande fato em minha mente!

Será que as tragédias vêm da falta de compromisso com o que se está fazendo, ou talvez a falta de profissionalização adequada, é que leva diversas pessoas ao perigo constante, principalmente o que está sendo o foco principal, o trabalhador.

O trabalho deriva do ser humano que é a matéria prima para qualquer coisa, mas o humano está se tornando cada vez mais preguiçoso, rabugento e frustrado.

E a culpa de tudo isso vem da educação, principalmente a educação caseira.

Quando Platão uniu diversas pessoas em um local, com a finalidade de acrescentar algo a mais do que aquilo que eles tinham aprendido com seus pais.

Foi assim criada a Academia, que teria o papel principal para a profissionalização do ser humano.

E a intenção maior para tudo isso era criar um profissional satisfeito com aquilo que ele tinha escolhido para seu futuro.

Uma criança quando sonha com uma profissão, sempre visa a ajudar o próximo assim como seus pais lhe ensinaram:

– Meu filho a bíblia diz, amai o próximo como a si mesmo, então seja um profissional que lida com o bem estar do próximo!

– Seja um médico, salve vidas!

Mais após alguns minutos o filho responde:

– Pai e se o medico sem querer matar o próximo.

– A família do morto vai deixar de amar o médico.

Ai entra em cena o destino, que foi criado para ser a resposta para todos os fatos que não se encontra explicação.

– Não filho, a família do morto demoraria a amar o medico.

– Mas depois de um tempo entenderia que o culpado de tudo foi o destino e não o médico.

Será que isso acontece!

Quando um erro é cometido sempre entra em cena um humano que esqueceu de fazer alguma coisa, às vezes por estar preocupado com algo, ou o tempo foi curto demais para ele poder usar o raciocínio lógico.

Mas em 90% dos casos o humano e o culpado e não o destino!

A falta de experiência dos pais em determinadas situações deixa os filhos sem um alicerce firme para poder se apoiar.

A criança cresce com superstições criadas para tirar a responsabilidade do ser humano, que movimenta quase tudo ao seu redor.

O destino teria culpa de uma mulher com um belo futuro a trilhar, levasse três tiros somente pelo fato de parecer com uma pessoa que está sendo procurada.         

O destino teria culpa de um avião cair em sua casa e matar sua família, somente pelo fato do piloto ter errado a rota do avião.

Ou talvez não seja o piloto culpado e sim o mecânico que esqueceu de regular algo na aeronave.

Ou talvez seja o fabricante e seus funcionários que esqueceram de fazer uma aeronave com qualidade para poder voar os céus do nosso planeta.

O culpado para tudo sempre vai ser o humano e seu tempo, seu dinheiro, sua escolaridade, sua cultura, sua crença, sua família, seus amigos e etc.

E não o destino!

 

 

Autor: JBS.          

Texto criado em 05/11/2007.  

Anúncios

Deixe um comentário

Nenhum comentário ainda.

Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s